Tenho certeza que você se preocupa em aumentar a carteira de clientes e o faturamento, certo? Afinal, ninguém abre um negócio para ficar de bobeira. Para alcançar esses objetivos, é importante perceber como é possível vender mais com o Google. Pode parecer uma estratégia óbvia usar a página de busca mais popular para que a sua empresa apareça, mas a verdade é que muitas pessoas concentram o marketing só nas redes sociais. Neste post, vou dar algumas dicas que vão te ajudar a usar esse espaço com inteligência. Leia até o final! 

 O processo de compra: ontem e hoje 

Ainda lembro como costumava comprar antes da internet, e acho que você também. Bastava ir a uma loja indicada ou já conhecida, perguntar pelo produto e fazer a compra. Algumas pessoas mais dispostas faziam uma pesquisa rápida, visitando dois ou três estabelecimentos em busca do melhor custo/benefício. 

Hoje, essa dinâmica é totalmente diferente. Com uma pesquisa rápida usando o Google, é possível encontrar muitas opções e variedades. E no meio de tantas escolhas,  os clientes tendem a analisar e pesquisar muito mais. Boa parte dos pesquisadores, inclusive, costuma dar uma checada em sites de comparação de preços (como Buscapé)  e de reclamações(como Reclame Aqui)  para encontrar a melhor oferta em uma loja confiável. Após essa pesquisa rápida, sem sair de casa, direto do aparelho celular, o comprador coloca o produto no carrinho e fecha a compra. Tudo é muito mais rápido e prático para o cliente. Porém, para o lojista, não se posicionar no Google é perder vendas. 

“Mas eu já estou nas redes sociais. Não é suficiente?”

As redes sociais ajudam bastante na hora de fortalecer a marca. Em espaços como o Instagram e o Facebook, é possível criar elementos de identificação com o público e desenvolver uma identidade interessante, gerando uma conexão valiosa com o seu cliente. Porém, essa estratégia não é válida para as pessoas que ainda não conhecem a sua marca e que usam o Google para encontrar algum produto ou serviço específico. 

Compras online

“82% dos brasileiros já realizou algum tipo de compra on-line, tendo como motivação, basicamente, agilidade, comodidade, melhores preços e condições, segundo levantamento feito pela NZN Intelligence, uma plataforma de pesquisa de mercado da empresa de mídia digital NZN. 

Segundo esse estudo, 74% dos consumidores que compram on-line preferem esse canal em vez de lojas físicas.  Entre os entrevistados, 82% disseram que consultam a reputação do lojista em plataformas para esse fim, como Reclame Aqui e outras voltadas aos consumidores. Outros 81% fazem esse tipo de busca em vários sites antes de optar pela compra. Já para 12% dos respondentes, a transação é realizada sempre no mesmo comércio eletrônico em que já confiam.

Para obter informações sobre preços e produtos, mais da metade dos entrevistados recorre a opções oferecidas pelo Google. Outros 40% disseram que buscam sites que fazem comparação de ofertas, como Buscapé e Zoom, para localizar condições mais vantajosas.”*Trecho retirado da matéria do site Valor Econômico sobre o comportamento do consumidor online. Leia a matéria completa aqui. 

Como vender mais com o Google 

Legal, ficou claro como o Google é importante. Mas, como fazer a mágica acontecer? Vou te mostrar algumas ferramentas interessantes que ajudam nisso. 

– SEO Essa sigla significa Search Engine Optimization, que podemos resumir como o conjunto de estratégias para que a sua empresa apareça entre as primeiras colocações quando alguém fizer uma pesquisa sobre a palavra-chave relacionada ao seu negócio de maneira orgânica, ou seja, sem que você pague especificamente para isso. Trabalhar o SEO é importante porque, de maneira geral, as pessoas costumam clicar nas primeiras sugestões que aparecem como resultado da pesquisa. Embora seja uma estratégia eficiente, requer tempo e investimento, afinal, trata-se de um trabalho bem complexo. 

– Anúncios Os anúncios também são uma boa maneira de aparecer no Google. Se você prestar atenção aos resultados quando faz uma busca, perceberá que na frente das primeiras sugestões, lá no comecinho da página, vai encontrar a palavra Anúncios. Isso significa que a pessoa usou uma ferramenta específica para isso (Google Ads) e pagou para que a sua empresa aparecesse quando o termo fosse buscado. Essa estratégia traz resultados rápidos, com um público bem segmentado, mas usá-la com bons retornos depende do seu conhecimento e experiência no assunto. 

– Google Meu Negócio Além de gratuita, o Google Meu Negócio é uma ferramenta eficiente. Ao cadastrar a sua empresa, ela tem a presença online reforçada, com dados importantes como endereço, horário de funcionamento e até recebendo avaliações dos compradores. Já pensou na sua loja aparecendo em uma pesquisa no Google Maps, por exemplo? Com certeza os clientes chegarão nela com mais facilidade. 

E você, o que achou dessas três sugestões para vender mais com o Google? Vale a pena aproveitar todas as oportunidades que o marketing digital oferece para construir um posicionamento consistente online, além de atrair cada vez mais clientes.  

Precisa de ajuda para aumentar as suas vendas através do Google? Clique aqui. 

Aproveite para conferir este artigo com 6 dicas de plataformas para vendas! 🙂